Vendas do varejo na região faturaram mais de R$ 1 bilhão em novembro

19/02/2019

 

Nos últimos 12 meses, elevação foi de 3,6%. Dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista do Estado de São Paulo.

 

 


O comércio varejista na região de Marília faturou R$ 1,29 bilhão em novembro, alta de 3,5% em relação ao mesmo mês de 2017. De janeiro a novembro, houve um crescimento de 3,8%. Nos últimos 12 meses, a elevação foi de 3,6%. 

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP). 

Das nove atividades pesquisadas, quatro apontaram quedas nas vendas em relação a novembro de 2017, com destaque para eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (-4,2%); e supermercados (-1,4%). Juntas, exerceram impacto negativo de 0,7 ponto porcentual. 

Por outro lado, os segmentos de concessionárias de veículos (19%); e de outras atividades (6,8%) registraram as maiores pressões positivas. Somados, contribuíram com 3,1 pontos porcentuais para o resultado do mês. 

“Ainda é preciso colocar a casa em ordem incentivando novos investimentos para que posamos dar início a um novo círculo virtuoso em nossa economia. Dessa forma, esse quadro positivo será mantido e continuaremos a ter resultados satisfatórios e que incluam os setores que registraram queda de faturamento”, ressalta Pedro Pavão, presidente do Sincomercio Marília.


Desempenho estadual

As vendas do comércio varejista no Estado de São Paulo seguiram a trajetória ascendente e atingiram R$ 61,7 bilhões em novembro, alta real de 6,3% em comparação ao mesmo período de 2017. Foi a maior cifra para um mês de novembro desde o começo da série histórica, em 2008.

No ano, o faturamento real do setor cresceu 5,4%, o que representa um montante de R$ 31,5 bilhões maior do que o obtido no período de janeiro a novembro de 2017. No acumulado de 12 meses, apontou alta de 5,1%. 

No mês, todas as nove atividades pesquisadas obtiveram expansão em seu faturamento real no comparativo anual, com destaque para os setores de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (11,7%); e supermercados (4,4%). Juntos, contribuíram para o resultado geral com 2,4 pontos porcentuais (p.p.).



Expectativa

Na análise das Entidades, com mais esse crescimento vigoroso em novembro e as esperanças otimistas em relação ao o novo governo, as expectativas continuam positivas para as vendas não apenas para dezembro, mas também para o resultado geral de 2018.

Dessa forma, as vendas de dezembro, de mais relevância no conjunto anual do varejo, devem manter o padrão observado ao longo de 2018 até novembro, registrando taxas positivas e bastante vigorosas, com expectativa de se atingir a maior receita de faturamento de toda a série do comércio paulista.

 
 
 
Conteúdo: Visão Notícias
 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas