Veja como se organizar para pagar as despesas de início do ano

02/01/2019

 

Janeiro é mês de pagar IPTU e IPVA, dívidas de cartão de crédito, de matrícula na escola e de compras de material escolar; veja dicas

 

 
 

Com a chegada do novo ano, é hora de pensar em começar 2019 sem dívidas. Janeiro é o mês de cumprir vários compromissos financeiros, como o pagamento da matrícula e a compra do material escolar, IPTU da residência e o IPVA do automóvel, que sempre deixa os desprevenidos angustiados.

Essas despesas, no entanto, são previsíveis e o aperto é decorrente da falta de planejamento, que inclui a poupança de uma pequena parte do orçamento doméstico para esses pagamentos, afirma Rosana Picolli, supervisora de Estudos e Pesquisas da Fundação Procon-SP.

“Na falta do planejamento acontece de o problema se agravar, porque a pessoa se esquece que vai ter de pagar as compras de Natal, geralmente feitas com o cartão de crédito”, diz a especialista. “E aí fica complicado enfrentar o pagamento das contas do início do ano e ao mesmo tempo não ficar pendurado no cartão.”



DICAS IMPORTANTES

Rosana dá algumas dicas que ajudam a minimizar o impacto desses compromissos. No caso do IPVA e IPTU, o consumidor que não tiver o dinheiro suficiente para aproveitar o desconto do pagamento à vista, deve utilizar a opção parcelada.

Já o material escolar permite apelar para as compras em conjunto. Aí vale combinar com os vizinhos, com os parentes e com os outros pais que também têm filhos na mesma escola. Dividindo as despesas do material escolar obrigatório dá para negociar descontos nos preços.

Mas a melhor alternativa é fazer o planejamento. O sufoco em 2018 pode significar a oportunidade de se planejar melhor para enfrentar as despesas do próximo ano.

Assim, é possível se antecipar ainda para aproveitar oportunidades que normalmente passam despercebidas, como a utilização dos créditos da Nota Fiscal Paulista, nos prazos adequados, para o pagamento do IPVA. Também é possível se organizar e economizar mês a mês o suficiente para pagar as contas em janeiro.

Outra dica é evitar dívidas excessivas com o cartão de crédito e o pagamento dos juros. É mais conveniente apelar para juros do crédito pessoal, que são menores do que os dos juros cobrados pelo cartão de crédito.

 
 
Conteúdo: Visão Notícias
 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas