Região de Marília elimina 384 empregos do comércio varejista em um ano

 

Levantamento mostra que demissões aumentaram no comércio regional.

 

 
 

Em setembro, o comércio varejista na região de Marília criou sete postos de trabalho, resultado de 1.520 admissões contra 1.513 desligamentos. Em 12 meses, foram eliminados 384 empregos com carteira assinada, o que levou a um recuo, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, de 0,8% do estoque total, atingindo 46.843 trabalhadores formais no mês.

As informações são da Pesquisa de Emprego no Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PESP), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), elaborada com base nos dados do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e o impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, obtido com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Entre as nove atividades analisadas, apenas os segmentos de farmácias e perfumarias (2,4%) e lojas de eletrodomésticos e eletrônicos e lojas de departamento (2,3%) apresentaram crescimento no estoque total de empregados em setembro na comparação com o mesmo mês do ano passado. As maiores quedas foram observadas nos segmentos de lojas de móveis e decoração (-5,3%) e de concessionárias de veículos (-2%).

“Mesmo com um número relativamente baixo de demissões, o ambiente econômico permanece desafiador. A expectativa é que os próximos meses não registrem um grande saldo positivo por causa das contratações temporárias do fim de ano, o que irá prejudicar a saúde financeira da população de nossa região”, destaca Pedro Pavão, presidente do Sincomercio Marília.

Desempenho estadual – Em setembro, foram criados 49 novos postos de trabalho no comércio varejista no Estado de São Paulo, resultado 70.489 admissões contra 70.440 desligamentos.

Ainda que o resultado tenha sido residual, em decorrência do tamanho do estoque ativo no varejo estadual de 2.065.957 trabalhadores, vale ressaltar que é o terceiro mês consecutivo que o setor gerou empregos formais, sendo o maior saldo para o mês de setembro desde 2014.

No acumulado dos últimos 12 meses, foram extintos 3.102 empregos com carteira assinada, número bem inferior ao apurado entre outubro de 2015 e setembro de 2016, quando foram perdidos 60.563 vínculos celetistas.

 
 
 
 
Conteúdo: Visão Notícias 
 
 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

Notícias Relacionadas