Primavera chega com vento e temperatura baixa

23/09/2019

 


De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) as precipitações deverão começar apenas em outubro.

 

 

A primavera começou oficialmente nesta segunda-feira, 23, em todo o hemisfério sul do planeta. No Brasil, a estação é caracterizada pela chegada das chuvas.

Este ano, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) as precipitações deverão começar apenas em outubro, um pouco mais tarde que no ano passado, quando tiveram início em setembro.

“A primavera, no geral, é a mudança da estação do inverno para a chegada do verão. Estamos saindo de um período frio para começar um período quente. Quando vamos para a parte central do Brasil e Sudeste, a estação é associada com a chegada das chuvas. Por isso, grande parte do Brasil tem plantio nessa época do ano, em outubro, quando as chuvas começam a se fixar”, disse, em Brasília, o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis, que ainda reiterou que a estação é sempre associada a temporais, pancadas de chuva e trovoadas:

“Exatamente por isso que estamos entrando em um período quente com a formação de nuvens, para começar o período de chuva”, explicou.

 

Receba nossas notícias diretamente em seu WhatsApp. Clique aqui e se cadastre! 

 

Embora a previsão do Inmet é de que as precipitações deverão começar só no próximo mês, em toda a região de Marília e Bauru há possibilidade de chuvas rápidas ainda nesta semana.

Nesta segunda-feira, o dia amanheceu frio em todo o centro oeste paulista, com muito vento, provocando, inclusive, sensação térmica abaixo da mínima de 15º prevista para a região.

Ainda na noite do último domingo, a temperatura baixou consideravelmente, em virtude do mesmo vento. A probabilidade de chuvas na região são altas entre terça e quinta-feira, com volume maior na quarta.

 

SUDESTE

Na região em que vivemos, a Sudeste a previsão é que as chuvas sejam ligeiramente abaixo da faixa normal, exceto no estado de São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro, onde podem ocorrer chuvas mais fortes, principalmente em novembro. As temperaturas devem permanecer acima da média em grande parte da região, inclusive.

A precipitação de chuvas no inverno seguiu características típicas para o período, com baixa ou total ausência de precipitação, com exceção do leste de São Paulo e Rio de Janeiro, onde as chuvas foram entre 20 e 70 mm acima da média.

As temperaturas médias foram de normal a ligeiramente acima da média em grande parte da região. Foram registrados nos estados de São Paulo e Minas Gerais alguns poucos episódios de geadas somente no início de julho, com intensidade variando de fraca a moderada.

 

Conteúdo: EBC

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas