Polícia prende acusado de matar ex-namorada com tiro na cabeça

19/04/2019

 

Jefferson, mais conhecido como ‘Pitu’, foi preso na rua Machado de Assis, no Jardim dos Lírios, em Marília.

 




O jovem Jefferson Felipe da Silva Balbo, de 20 anos, foi preso na noite desta quinta-feira (18) pela Força Tática da Polícia Militar. Ele é acusado de assassinar a tiros sua ex-namorada Kelen Renata dos Santos de Oliveira, também de 20 anos, durante a noite da última terça-feira (16) na zona Oeste de Marília.

Jefferson, mais conhecido como ‘Pitu’, foi preso na rua Machado de Assis, no Jardim dos Lírios, entre a zona Norte e Leste da cidade.

Segundo a PM, por volta das 22h10, equipes receberam informações de que o autor do crime estaria na região do endereço. Uma viatura visualizou Balbo, que percebeu a presença dos policiais e ainda tentou fugir, sem sucesso. O rapaz acabou detido e, de acordo com a polícia, confessou o crime ao ser questionado.

Já havia um mandado de prisão expedido contra Jefferson, que foi recolhido até uma unidade prisional da região e fica agora à disposição da Justiça.

 

O crime

A jovem Kelen Renata dos Santos de Oliveira, de 20 anos, foi executada a tiros na porta de sua casa pelo ex-namorado Jefferson Felipe da Silva Balbo, 20, na noite de terça-feira (16) no bairro Argollo Ferrão, zona Oeste de Marília.

O autor dos disparos estava preso por tráfico de entorpecentes e seguia em liberdade há pouco tempo. Jefferson Balbo não aceitava o fim do relacionamento com Kelen e por isso disparou três vezes contra a jovem, acertando um tiro na testa e outro na perna da vítima.

Segundo o Boletim de Ocorrência, policiais militares foram acionados para atender o caso de uma mulher baleada na cabeça dentro da favela, situada na rua Monsenhor João Batista Tófoli, por volta das 20h20.

 

Receba nossas notícias diretamente em seu WhatsApp. Clique aqui e se cadastre! 

 

A vítima, posteriormente identificada como Kelen Oliveira, foi encontrada caída ao chão, já sem vida devido um ferimento de bala na altura da testa. A mãe de Kelen também estava no local. Ela alegou que a filha foi assassinada pelo ex-namorado, Jefferson Balbo.

O autor chamou a vítima para conversar do lado de fora da residência na tentativa de reatar o relacionamento, mas assim que a jovem saiu foi possível escutar três disparos de arma de fogo.

Em seguida, a genitora encontrou a filha caída com ferimento na cabeça e desacordada. Ela ainda viu o autor dos disparos correndo em direção ao bairro Argollo Ferrão, sentido oposto ao da favela.

Antes do assassinato, Jefferson Balbo tentava reatar o relacionamento e fazia ameaças contra a vítima. Ele chegou a agredir Kelen um dia antes da execução, na segunda-feira (15), quando esteve dentro da residência da família armado com um revólver, possivelmente calibre 38.

Na ocasião, o ex-presidiário agrediu a vítima verbalmente e fisicamente, porém nenhuma ocorrência ou denúncia foram registradas.

 
 
 
Conteúdo: Marília Notícia
 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas