Otacílio diz que processará jornalista por matéria sobre ‘Cartel do Lixo’

08/06/2020


Em entrevista, prefeito de Santa Cruz do Rio Pardo, afirmou que não queria, mas terá que procurar à Justiça contra jornal.

 

 

André Rubio

 

O prefeito de Santa Cruz do Rio Pardo, Otacílio Assis (PSB) afirmou na manhã desta segunda-feira, 08, que vai processar o jornalista André Fleury, autor de matéria publicada na edição do último domingo, 07, do jornal Debate.

“Eu gostaria de terminar meu mandato sem processar ou denunciar ninguém, mas agora ficou impossível”, disse Otacílio ao comentar a reportagem.

A publicação afirma que o prefeito sabia da existência de um suposto cartel formado por empresas que concorreram em pregão realizado pela prefeitura para contratação de serviços de coleta de lixo em Santa Cruz do Rio Pardo.

De acordo com a matéria, o prefeito santa-cruzense teria inclusive conhecimento que a empresa vencedora do processo repassaria os serviços a outra empresa, algo que não estava previsto no contrato que viria a ser contestado pelo Tribunal de Contas do Estado.


O jornalista André Fleury, autor de matéria sobre o “Cartel do Lixo”.

O TCU rejeitou o contrato que previa pagamento de R$ 453,6 mil e foi assinado em caráter de urgência, com dispensa de licitação, para transporte por seis meses do lixo coletado em Santa Cruz até o aterro de Piratininga (SP).

serviço se fez necessário após o então secretário Estadual do Meio Ambiente e atual Ministro da mesma pasta, Ricardo Salles, vir à Santa Cruz e interditar pessoalmente o aterro do município em 2017.

 

Receba nossas notícias diretamente em seu WhatsApp. Clique aqui e se cadastre! 

 

Segundo a matéria, a empresa sublocada para executar o serviço pertencia aos mesmos donos da MRover, responsável na época, pela coleta do lixo na cidade, e que não havia concorrido no processo inicial da licitação. O fato poderia configurar inclusive, fraude à licitação.

A reportagem diz que o prefeito de Santa Cruz “tinha conhecimento de que a empresa comandava várias outras empresas ligadas  à coleta e transporte de lixo” e isto “sugere que Otacílio tinha pleno conhecimento do esquema do cartel do lixo”.



Otacílio ao lado do então secretario Ricardo Salles na interdição do aterro de Santa Cruz do Rio Pardo em 2017.

 

Na entrevista desta segunda-feira, o prefeito de Santa Cruz disparou inclusive contra o atual ministro do Meio Ambiente, ao qual se referiu como ‘bandido’ e ‘sem vergonha’;

“Ele usou Santa Cruz para vir aqui fazer cortina de fumaça porque seria processado em São Paulo porque estava alterando área de preservação no alto Tietê, envolvendo bilhões e foi condenado por isso”, disse o prefeito de Santa Cruz sobre Salles.

“O próprio perito nomeado pelo Estado reconheceu que não houve dano ambiental no aterro de Santa Cruz e que o local não deveria ter sido interditado como foi por esse bandido”, completou Otacílio em tom de revolta.

Procurado pela reportagem do Achei Santa Cruz, o jornalista André Fleury disse que não se preocupa com a possibilidade de ser processado pelo prefeito santa-cruzense.

“Lamentável que o prefeito tenha essa postura, mas é compreensível. Não tenho medo de processo, sou jornalista e isso é inerente a profissão”, disse André. (veja abaixo resposta do jornalista).


Veja trecho em que Otacílio fala sobre a denúncia.



Ouça a íntegra da entrevista do prefeito Otacílio à rádio Difusora.



Clique e veja resposta do jornalista.

 

 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas
Publicidade