Na região, ex-marido acusado de matar mulher a facadas é condenado

10/11/2020

 


Homem matou a ex-esposa, de 34 anos, com três facadas no peito. Eles foram casados por 10 anos, e marido não aceitava fim do relacionamento.

 

 

Foi condenado 27 anos de prisão, em regime inicial fechado, nesta segunda-feira, 9, Aílton Basílio, acusado de matar a ex-mulher a facadas em agosto de 2017 em Tupã (SP).

Aílton matou a bancária Débora Goulart, de 34 anos, com três facadas no peito. Eles foram casados por 10 anos e Aílton não aceitava o fim do relacionamento.

O júri teve início às 9h30 e a sentença foi lida pelo juiz Fábio José Vasconcelos no fim da tarde. O corpo de jurados foi formado por cinco mulheres e dois homens.

 

Receba nossas notícias diretamente em seu WhatsApp. Clique aqui e se cadastre!

 

Segundo a sentença, a condenação de Aílton levou em consideração o conjunto de qualificadoras do crime de homicídio, como o feminicídio, o uso de meio cruel e, em especial, a premeditação.

O juiz destacou na leitura da sentença, o fato de Aílton ter feito saques em dinheiro às vésperas do crime e ter avisado sua sogra que ela “ganharia um presente especial de aniversário”. O crime aconteceu no dia do aniversário da mãe de Débora.

Débora tinha 34 anos quando foi assassinada (Foto: Arquivo Pessoal)

 
 
Conteúdo: Marília Notícia

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas
Publicidade