Em entrevista, Pinhata se recusa a falar sobre imagens negadas à imprensa

31/07/2020

 

Presidente da Câmara se limitou a afirmar que assunto está na Justiça e não quis explicar como outro veículo de comunicação da cidade, teve acesso a vídeos.

 



O presidente da Câmara de vereadores de Santa Cruz do Rio Pardo, Paulo Edson Pinhata (PTB) se negou a responder perguntas sobre os motivos que o levaram a não fornecer imagens das câmeras de Segurança do prédio do Legislativo, que haviam sido solicitadas através de requerimento, por órgãos de Imprensa ainda no início do mês.

Em entrevista ao jornalista Diego Singolani, da rádio 104 FM, na manhã desta sexta-feira, 31, Pinhata se limitou a dizer que os fatos estão sendo arrolados em um inquérito na Justiça, e que não falaria mais sobre o tema (veja entrevista abaixo).

“Até por orientação do advogado, me reservo no direito de não falar deste assunto”, respondeu o vereador ao jornalista.

Pinhata também não quis explicar sobre a forma como outro veículo de Imprensa da cidade teve acesso as mesmas imagens, publicando inclusive matéria sobre os fatos; “Eu já expliquei sobre este assunto, a Justiça está sendo feita”, se limitou a dizer.

 

Receba nossas notícias diretamente em seu WhatsApp. Clique aqui e se cadastre! 

 

A reportagem do Achei Santa Cruz apurou que o próprio vereador retirou cópia das imagens na empresa responsável pelo monitoramento, que tem sede em Ourinhos. O fato foi confirmado na justificativa apresentada no documento entregue pela Câmara como resposta ao pedido dos vídeos.

Mas, na entrevista desta sexta, ao ser indagado, o político mais uma vez preferiu se negar a dar qualquer declaração; “Volto a repetir, tudo isto está no inquérito policial”.

Veja video abaixo:

 

Imagens negadas

Na última quarta-feira, 29, o presidente da Câmara respondeu requerimento do Achei Santa Cruz que requisitava o acesso as imagens, afirmando que o material não estava mais em posse do Legislativo, e que os originais, haveriam sido entregues aos vereadores João Marcelo Santos (PSD) e Marco Valantieri (PL).

De acordo com  o documento, ambos vereadores também haviam requisitado as mesmas imagens do último dia 12 de maio, após terem sido vítimas de denúncia do próprio Pinhata junto ao Ministério Público, por “crime contra honra”.

Em contato com os vereadores, a reportagem apurou porém, que nos arquivos entregues pelo presidente da Câmara aos colegas não constam todas as imagens do circuito de monitoramento do prédio. A câmera ‘faltante’ seria justamente que teria registrado de maneira frontal, tanto chegada quanto saída de Pinhata da Câmara momentos antes dele sofrer um acidente de moto onde estava inclusive, sem capacete, de acordo com testemunhas.

Perguntado na entrevista, sobre a falta da câmera 12, o vereador se exaltou: “Quem te falou isso?”.

Veja abaixo entrevista que foi ao ar nesta sexta-feira, na rádio 104 FM.

 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas
Publicidade