Doria anuncia pacote de segurança para escolas estaduais

06/07/2019

 

Governador também pretende enviar um projeto de lei para com medidas disciplinares para responsabilizar os alunos por atos violentos ou de vandalismo.

 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (5) um programa para reforçar a segurança nas escolas estaduais que prevê a contratação de policiais militares fora de serviço para fazer ronda escolar, além de policiais da reserva para atuar em palestras nas unidades de ensino. Ainda não há data para o programa ser implantado.

O secretário da Educação Rossieli Soares afirmou que os policias da reserva vão atuar dentro das escolas. 

“O governador nos deu 60 dias para que nós fechássemos o planejamento do estudo de viabilidade. Não é um policiamento em si, são funções administrativas. Tem uma série de ajustes legais que precisam ser feitos.”

Doria também pretende enviar um projeto de lei para a Assembleia Legislativa com medidas disciplinares para responsabilizar os alunos por atos violentos ou de vandalismo.

“Depredou, vai pagar. E se não pagar, vai responder judicialmente”, afirmou o governador em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da cidade de São Paulo.

O governador afirmou que planeja contratar 622 policiais de folga com o objetivo de reforçar a segurança em 216 escolas com alto índice de vulnerabilidade. Os policiais também devem monitorar o sistema de câmeras das instituições.

O secretário da Educação Rossieli Soares afirmou que o investimento do pacote de medidas disciplinares é de R$ 59,6 milhões por ano. Entre os motivos que levaram a criação do programa Escola Mais Segura estão o massacre em escola estadual de Suzano e o ato de vandalismo de alunos em uma escola de Carapicuíba.

 

Receba nossas notícias diretamente em seu WhatsApp. Clique aqui e se cadastre! 

 

Perguntado se os policiais estarão armados, Rossieli afirmou que os agentes envolvidos na ronda escolar estarão fardados e armados, mas que dentro das escolas não é o objetivo. Ele também afirmou que as escolas participarão do diálogo sobre as questões pedagógicas.

De acordo com o governador, o pacote de medidas vai atuar em duas frentes: medidas de segurança; organização escolar; convivência e responsabilização. 

 

Veja abaixo o que representa cada etapa:

Medidas de segurança: policiais fardados e armados reforçam as rondas escolares já existentes, com novas viaturas. Esta etapa prevê policiais de folga em patrulhamento a pé e em duplas. A previsão é de que que até agosto seja firmado acordo com a SSP.

Organização escolar: o regimento deve determinar práticas comuns a todas as escolas públicas do estado. O objetivo é criar regras básicas entre as escolas.

Convivência: psicólogos e assistentes sociais vão acompanhar o comportamento dos alunos e auxiliar professores.

Responsabilização: o objetivo é que haja punição para os alunos envolvidos em casos de violência e vandalismo. Os policiais de folga contratados neste reforço serão remunerados pela Diária Especial por Jornada Extraordinária de trabalho Policial Militar (Dejem) e a participação é voluntária.

Veja vídeo abaixo:

 
 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas