Com ‘Tardezinha’ Grupo Impressão comemora 14 anos

02/03/2018

 

Grupo santa-cruzense que agitou as noites de toda a região com seu pagode, volta a ativa para comemorar os 14 anos de seu surgimento.

 

 

Tomar uma cerveja em uma tarde de sábado curtindo um samba com aqueles refrãos que embalaram a geração dos anos 90 e 2000. Essa é a proposta do evento “Tardezinha, Grupo Impressão 14 anos”, agendado para o sábado, 03 de março, no Clube Rama em Santa Cruz do Rio Pardo-SP.

O grupo santa-cruzense que agitou as noites de toda a região com seu pagode volta a ativa para comemorar os 14 anos de seu surgimento. “A ideia é justamente celebrar nossa amizade por todos esses anos e ao mesmo tempo relembrar tantos momentos bacanas que vivemos com nosso público”, diz Mario Augusto, o Marinho, percussionista do grupo.

“Foi um tempo muito bom, tocávamos toda semana em alguma cidade da região, com isso, acabamos ficando conhecidos, fizemos muitas amizades, mesmo depois de tanto tempo ‘parados’, ainda recebemos convites para tocar por conta daquela época”, completa Paulinho, responsável pelo pandeiro na banda.

Oficialmente o Grupo Impressão ‘existiu’ até 2010, porém a formação original, presente no primeiro CD da banda e que fez os santa-cruzenses ficarem conhecidos durou de 2004 a 2007, período em que gravaram as músicas “Mais que Ficar” e “Parei”, hits que lideraram as paradas nas rádios da região e levaram o grupo para outros estados, compostas pelo vocalista André Rubio.

“Graças a ‘Mais que ficar’ ficamos conhecidos por exemplo, no Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso do Sul, em uma época em que praticamente a internet não existia”, relembrou André. “Até para ouvir as músicas para a gente aprender era muito mais difícil, dependíamos das rádios e da TV na hora de montar nosso show, destacou Junynho, percussionista e um dos cantores do grupo.

Para a o evento ‘Tardezinha’ além do Grupo Impressão, a cantora Letícia Menegasso estará se apresentando com os sucessos sertanejos atuais.

“É uma maneira de agradar o público atual, estamos em uma região onde o sertanejo é muito forte, então trouxemos a Letícia que vem se destacando no cenário atual em nossa região”, explicou Hélio Majoni, o ‘repique de mão’ do Impressão.

Além das atrações musicais, o evento no Clube Rama também terá a participação dos Food’s Truck’s: Bolão Big Burger, Pasteleko e Ganso’s Grill que ficarão responsáveis pela alimentação para o público presente. 

O convite antecipado custa R$20 e está disponível nos pontos de venda: loja H. Majoni, Paulinho da Panela, Bar do Saci, Quiosque Pub e Instamodakado.


Grupo santa-cruzense rodou o Brasil nos anos 2000.

 

Grupo Impressão 

Em 2004, cinco garotos que se cruzavam nos corredores da Escola Leônidas do Amaral Vieira, e que queriam de alguma forma serem reconhecidos por um talento que acreditavam ter, resolveram se organizar e montar uma banda de pagode.

Fãs do ritmo que dominou as rádios do país no final da década de 90 e início de 2000, os cinco santa-cruzenses não demoram muito para conseguir alcançar o objetivo inicial. 

Mesmo com instrumentos de qualidade questionável, Paulinho, Junynho, Marinho, Helião e André, passaram a ser presença constante em festas particulares, onde aos poucos iam conquistando mais admiradores e incentivadores.

Distante das grandes capitais, em um curto espaço de tempo, o Impressão se tornaria referência na região, atraindo a atenção de Casas que até aquele momento relutavam em dar espaço ao pagode.

Com grande aceitação e um público cada vez mais fiel, o Grupo partiu para ‘se profissionalizar’ com a gravação de um CD com músicas próprias. Em 2005 a banda entrou em estúdio para produção do álbum intitulado “Um Beijo”. Disco com 12 faixas que ajudaria a levar ainda mais longe o nome da banda santa-cruzense. Gravado em Bauru e finalizado nos Estúdios Mosh, em São Paulo, o trabalho chamou a atenção pela qualidade.

Graças à música “Mais que Ficar”, que permaneceu entre as mais tocadas nas rádios da região, surgiram convites para o Impressão se apresentar em outros estados como Paraná e Mato Grosso do Sul, e abrir shows de artistas que comandavam as paradas como Jeito Moleque, Pixote, Araketu, e até de artistas de outros segmentos como os sertanejos João Bosco & Vinícius.

Capa do disco lançado em 2005. Musica ‘Mais que ficar’ foi uma das mais executadas nas rádios da região.

 

Com o nome consolidado, em 2009 a banda voltou ao estúdio para um novo trabalho, a produção do EP, “Dor de Cabeça”. Projeto que contou com a participação de grandes músicos do cenário do samba e pagode do país, como Michel Fujiwara, Eder Miguel, Ed White, Michel Dias, entre outros.

Além da faixa que batizava o álbum, o EP também contou com a faixa “Estar com você” que trazia Junynho como uma das vozes do grupo ao lado de André. O EP também contou com a faixa “Tudo que Puder”, um swing que mesclava guitarras e metais com a percussão, mistura que se tornaria marca registrada da banda.

Com inúmeras apresentações no país, o Impressão permaneceu em atividade até 2010, quando encerrou suas atividades. Porém, mesmo sem se apresentar, até hoje o grupo é lembrado como a principal banda do segmento na região. 

Os meninos que ‘só queriam aparecer’ conquistaram admiradores e acabaram abrindo portas para diversas bandas do mesmo gênero que viriam na sequencia e ainda estão em atividade. Por isso, passados 4 anos, todos os integrantes acreditam que a missão foi cumprida: “Quem viveu sabe”. 

 

Serviço:  

Tardezinha Grupo Impressão 14 anos

Local: Clube Rama – Santa Cruz do Rio Pardo/SP

Data: 03 de Março

Hora: 15h

Pontos de venda: H.Majoni, Paulinho da Panela, Bar do Saci, Instamodakado e Quiosque Pub

 
Evento de comemoração de aniversário da banda, acontece neste sábado, 03, no Clube Rama

 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas