Com 11 casos suspeitos de coronavírus, Santa Cruz deve parar a partir desta terça com decreto do prefeito

23/03/2020

 

Otacílio publicará decreto no final da tarde desta segunda-feira, determinando fechamento de empresas na cidade para conter disseminação do covid-19.

 

 
 
Por André Rubio

 

Santa Cruz do Rio Pardo possui agora, 11 casos suspeitos de infecção por coronavírus,segundo o prefeito da cidade, Otacílio Assis (PSB), em declaração à rádio Difusora, na manhã desta segunda-feira, 23.

Além dos novos casos que também aguardam resultados de exames, o prefeito também informou que a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade, não mais atenderá casos de dificuldades respiratórias (sintomas parecidos com o da contaminação por coronavírus), que ficarão agora, sob responsabilidade da Santa Casa de Misericórdia do município.

“É uma maneira de isolarmos os pacientes que possam estar com o vírus e protegermos pacientes que estão na UPA por contra de outros problemas”, disse o prefeito.

Segundo Otacílio, pacientes vítimas de acidentes ou outras patologias não respiratórias continuarão sendo atendidos na UPA normalmente. De acordo com as novas determinações, a Santa Casa também não funcionará como pronto atendimento para pacientes com convênios particulares, independentemente da patologia.

“Os pacientes com convênio particular deverão se dirigir à UPA primeiramente, a fim de serem triados, para depois serem encaminhados à Santa Casa se necessário”, determinou Otacílio.

Otacílio também adiantou pontos que serão publicados em decreto no final da tarde desta segunda-feira, proibindo o funcionamento de comércio a partir desta terça-feira, 24.

“Os empresários deverão obedecer o decreto do governador Dória, e nós também iremos pontuar algumas atividades específicas, como hotéis não deverão mais aceitar hóspedes, padarias que devem fechar, postos de combustíveis que deverão só vender combustíveis, e também terão que baixar as portas no domingo, assim como supermercados que só irão funcionar de segunda a sábado até às 18h”, contou Otacílio.

 

Receba nossas notícias diretamente em seu WhatsApp. Clique aqui e se cadastre!

 

Ainda de acordo com o prefeito, o prazo de paralisação das empresas em Santa Cruz também deverá ser maior em relação ao decreto do governador do Estado. Na cidade, o decreto deverá valer até o dia 26 de abril.

“Doria determinou 15 dias, mas acredito que isso irá durar mais tempo, porém, se acabar antes, a gente cancela o decreto”, disse.

Empresas que não foram abrangidas pelo decreto do governador como pet shops e lojas de conveniências e bebidas, também deverão a partir de amanhã, permanecerem fechadas até segunda ordem.

Otacílio também anunciou o Tiro de Guerra e a Área Azul foram suspensos de suas atividades para os próximos dias. Linhas de ônibus circular também terão ainda mais reduzidos os horários de circulação, passando a atuar apenas nos horários de pico, sendo uma vez durante a manhã e uma no final da tarde.

Todos os demais detalhes deverão ser publicados no decreto no final da tarde desta segunda-feira.

 

 

Fique sempre por dentro das  Notícias em Santa Cruz atualizadas diariamente através do aplicativo ACHEI SANTA CRUZ , basta clicar na imagem abaixo que você será redirecionado a loja de aplicativos de seu smartphone!

 

 

Notícias Relacionadas
Publicidade